07 agosto, 2012
A ARTE QUE VALORIZA SUA BELEZA
Talvez você não saiba exatamente o que é, mas já deve ter ouvido falar sobre o visagismo. “Esta é a arte de criar uma imagem personalizada e equilibrada por meio do estudo das características físicas e psicológicas da pessoa”, explica o visagista Philip Hallawell, autor do livro Visagismo:harmonia e estética. Seguindo a tendência da customização, a técnica equilibra os traços e harmoniza a expressão facial, de forma a refletir a personalidade da pessoa, criando um visual único e individualizado, além de valorizar – e muito – a beleza de cada um!

Uma análise profunda
O ponto de partida para colocar o visagismo em prática é reconhecer o rosto como a identidade de uma pessoa. Por meio da conversa com o cliente, o visagista consegue identificar as principais características de sua personalidade. “É essencial que, durante o bate-papo, a pessoa analise qual imagem deseja transmitir aos outros, como de alguém séria e responsável ou moderna e descontraída. É importante, ainda, que ela observe quais são as suas necessidades profissionais e pessoais, seus gostos e preferências estéticas, assim como sua disponibilidade de tempo para manter o look escolhido, diz Philip.
Por exemplo, uma advogada deve transmitir a imagem de uma pessoa tradicional e confiável. Dessa forma, um corte clássico, como o chanel, é uma ótima escolha. Mas se ela tem o cabelo crespo e leva uma vida corrida, dificilmente conseguirá manter esse visual no dia a dia. Nesse caso, é preciso adotar um corte que controle o volume dos fios ou fazer um alisamento, para ficar impecável mesmo com a rotina agitada. Porém, seja qual for o seu look – cacheado, liso, repicado, desfiado, longo ou curto –, lembre-se de que é importante manter o cabelo sedoso e bem tratado. Por isso, vale a pena investir nos produtos da linha Seda, que atendem às necessidades específicas de cada tipo de cabelo, mantendo os fios lindos e saudáveis sempre.

Equilíbrio facial
Outro passo fundamental do visagismo é fazer uma análise sobre as características da face da cliente, observando seus ângulos, assim como tamanho e forma dos olhos, lábios, nariz, sobrancelhas, queixo e cabelo, ou seja, itens que interferem no resultado final. “A escolha da melhor tonalidade e corte para o cabelo ajuda a criar um rosto mais harmônico e equilibrado. Sendo assim, antes de qualquer mudança, é preciso fazer um estudo profundo sobre esses detalhes”, afirma Philip. Afinal, a proporção e o equilíbrio de todos esses elementos são poderosas ferramentas para alcançar um belíssimo visual.
Um rosto redondo, por exemplo, parece mais fino com um corte em camadas e o mínimo de volume nas laterais. Já quem tem a face em formato oval, com o queixo em destaque, deve buscar mais volume nessa região, para criar uma proporção. Nesse caso, um bom recurso é repicar os fios a partir das orelhas. A testa larga, por sua vez, pode ser disfarçada com o uso de franjas, nos mais variados estilos, da curtinha até o franjão lateral.

0 comentários:

Quem sou eu

Minha foto

 27 ANOS, MAQUIADORA, CASADA, BUSCANDO VIVER OS PRINCÍPIOS DE CRISTO.

Seguidores

Arquivo do blog

Instagram

Instagram

Fan Page

Tecnologia do Blogger.

Postagens populares